Bolsonaro volta a comandar o espetáculo contra Supremo e opositores

Nonato Guedes O presidente Jair Bolsonaro, para compensar a dificuldade que tem em governar o País, volta a comandar o espetáculo “golpista” contra ministros do Supremo Tribunal Federal, representantes de outras instituições e governadores alinhados com a oposição, principalmente os…

Supremo: Senado derrubou uma indicação pela última vez há 127 anos

Nonato Guedes A propósito da ameaça de senadores de oposição de barrar o nome de André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para a vaga do ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal, um levantamento do UOL revelou que…

Plenário do Supremo conclui julgamento e admite parcialidade de Moro

“Hoje foi um dia de justiça”, afirmou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao comentar a conclusão, ontem, pelo Supremo Tribunal Federal, do julgamento sobre a parcialidade do ex-juiz Sérgio Moro nas sentenças proferidas em processos envolvendo o…

“Supremo fez história”: reações à decisão sobre parcialidade de Moro

Após o julgamento da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal que, por maioria, acatou habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e declarou a parcialidade do ex-juiz Sérgio Moro nos processos da Operação Lava…

Supremo aprova que vacinação contra Covid seja obrigatória no país

O Supremo Tribunal Federal decidiu, ontem, que a vacina contra a Covid-19 pode ser obrigatória no Brasil, se houver uma lei que preveja isso. A Corte liberou União, Estados e municípios a aprovarem as regras que restrinjam direitos das pessoas…

Supremo instaura o samba do crioulo doido e é incoerente nas decisões

Nonato Guedes A volatilidade de decisões do Supremo Tribunal Federal, com o prende-e-solta de réus ao sabor das conveniências de ministros, não à luz da interpretação imparcial das leis, da correta exegese dos éditos em vigor, torna a Corte desacreditada…

Decisão do Supremo pode anular condenações da Lava-Jato

O Supremo Tribunal Federal votou, ontem, a favor da tese jurídica defendida por advogados de investigados na Lava-Jato e que pode anular várias condenações oriundas das investigações, segundo avaliação da força-tarefa de procuradores que atuam na operação. Por 7 votos…

<