Destaques

A obstinação de Ciro, que parte para a quarta campanha presidencial

Comentários (1)
  1. Artigo perfeito. Parabéns ao articulista.

    Não há dúvidas de que Ciro Gomes é uma das lideranças políticas mais destacadas e influentes da política nacional, sobretudo na Região Nordeste.

    Todavia, Ciro jamais mostrou maturidade política.

    Nas eleições de 2018, o PT chegou a considerar uma aliança com o PDT, com Lula presidente e Ciro vice, mas este não aceitou. Ciro – que tinha cerca de 8% das intenções de voto -, queria que Lula – que tinha 40% dos votos, fosse o VICE e ele, Ciro, o presidente.

    Então o PT, como era de se esperar, desistiu do Ciro e se aproximou do PSB e do PCdoB, para compor uma aliança que, como se viu, prosperou.

    Foi, portanto, Ciro Gomes quem impediu a aliança entre PT e PDT no 1º turno do pleito presidencial.

    Além de não aceitar a aliança proposta pelo Partido dos Trabalhadores, Ciro por várias vezes veio a público atacar a imagem do Lula, fazendo duras críticas ao ex-presidente, achando que com isso conquistaria o apoio do “centrão”, mas o “centrão” fechou aliança com Geraldo Alckmin e largou Ciro Gomes falando sozinho.

    Eliminado no primeiro turno das eleições e vendo a escalada brutal do fascismo no país, o que deveria fazer Ciro ?!! Resposta: juntar-se às forças progressistas e apoiar Haddad. Era esse o clamor de milhões e milhões de eleitores nas ruas e nas redes sociais. Era esse o desejo de todos aqueles que não aceitavam retrocessos políticos. Todos esperavam que Ciro Gomes apoiasse Haddad no segundo turno, fortalecendo a campanha do petista contra o candidato fascista, Jair Bolsonaro.

    Mas ao invés disso, o que fez Ciro Gomes ?? Ciro Gomes fez o que um homem de verdade não deve fazer: FICOU EM CIMA DO MURO!!

    Se tivesse escolhido um lado durante as eleições de 2018, mesmo que esse lado fosse Bolsonaro, sua atitude teria sido mais digna e nobre do que ficar em cima do muro.

    Além do mais, Ciro Gomes não tinha o direito de sair por aí ofendendo e difamando Lula, sobretudo em momentos cruciantes como aqueles em que o ex-presidente era mantido em cativeiro como preso político sem ter cometido crime algum. Se fosse o contrário, se fosse Ciro que estivesse preso injustamente, certamente Lula se solidarizaria com ele e respeitaria o PDT. Mas infelizmente nem todo político tem a mesma dignidade e decência que Lula tem.

    Passadas as eleições de 2018, a imagem que fica de Ciro Gomes é a de um político rancoroso, que poderia ter sido vice-presidente da República, mas por orgulho, arrogância e prepotência, não quis, jogando fora sua chance real de galgar um dos degraus mais elevados – o Pódio -, na seara política nacional.

    Por falta de maturidade, perdeu a maior oportunidade de toda sua vida política. Sem chances em 2022.

Deixe uma resposta