Destaques

Martinho, o versátil: de crítico de cinema a escriba-mor de governos

Comentários (1)
  1. Lúcia Sá disse:

    Como sempre, meu amigo Nonato Guedes, você se supera. Que maravilha de relato sobre o nosso querido Martinho Moreira Franco! Concordo com você quanto ao encontro dele com o meu amado Biu Ramos. No mínimo 1 litro de whisky foi esvaziado, na ânsia dos dois em colocar em dia o papo. Parabéns Nona!

Deixe uma resposta